Saturday, 8 September 2012

O mundo sob a lente de Sebastião Salgado

dando pitacos
http://apatotadopitaco.blogspot.com.br/2011/04/o-mundo-sob-lente-de-sebastiao-salgado.html


O mundo sob a lente de Sebastião Salgado

Sebastião Salgado
Sebastião Ribeiro Salgado, que nasceu na cidade de Aimorés – MG, no dia 8 de fevereiro de 1944, é reconhecido mundialmente por seu estilo único de fotografar. Um dos mais respeitados fotógrafos da atualidade, nomeado representante especial do Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF, em 3 de abril de 2001, dedicou-se a fazer crônicas sobre a vida das pessoas excluídas, trabalho que resultou na publicação de 10 livros e realização de várias exposições, tendo recebido vários prêmios e homenagens na Europa e no continente americano.

Depois de 7 anos de expedições por locais ainda inexplorados pelo homem, ele anuncia o fim do projeto Gênesis, e prepara uma série de exposições mundo afora. Durante esse período,Salgado passou, em média, 3 meses de cada ano em sua casa em Paris, onde vive desde 1969. No restante do tempo, esteve envolvido em várias aventuras: fotografou do alto de um balão o deserto da Namíbia e panoramas de Zâmbia; viajou em um tanque blindado pela gelada península de Kamchatka, na Rússia; conviveu com a tribo dos índios Zo’é, no Pará – PA e com pastores nômades do Sudão; percorreu 850km a pé em 55 dias, na Etiópia; explorou a Amazônia e estudou ecossistemas nas ilhas Metanwai, em Sumatra; observou pingüins na Antártica, e baleias franca na Patagônia; escalou um vulcão em erupção no Congo, e as montanhas Tepuis, na Venezuela; esteve no Alasca, no Butão, em Madagascar; foi atrás dos passos de Charles Darwin, em Galápagos, e quase morreu de malária em Papua, na Nova Guiné.

Maravilhado com suas experiências, registradas em milhares de fotos, Sebastião Salgado deixou de lado o pessimismo e passou a acreditar na preservação da natureza e na continuação da vida na Terra.

- Vinha num momento da minha vida em que tinha muito pouca esperança na sobrevivência da espécie. Havia terminado o trabalho Êxodos (sobre migrações de populações), e visto catástrofes, genocídios, coisas terríveis. Mas hoje tenho certeza de que podemos sobreviver se obedecermos a determinadas normas e mudarmos um pouco nosso comportamento – afirmou o famoso fotógrafo.

Em outra oportunidade, certo da força de suas imagens, Salgado afirmou:

- Espero que a pessoa que entre nas minhas exposições não seja a mesma ao sair.

Veja algumas fotos dessa celebridade que atende pelo nome de Sebastião Salgado.






















2 comments:

Prof. Martins said...

O impressionante nessas fotos do Salgadão é que, a oportunidade deve ter surgido em momentos da mais pura contemplação do fotógrafo.
O artista da imagem "colheu" as imagens, como se elas "nascessem" em frente aos olhos, sem pressa, sem colorido diferencial, sem uma paisagem contrastante, fluindo, quase "em movimento", cientes da presença dele mas sem afetarem-se por isso. São fotos impressionantes!

michèle sato said...

verdade...
imagens tomam outra substância sob suas lentes. grata pelo comentário!