Tuesday, 29 December 2009

AGUENTA, CORAÇÃO!


O cineasta Fábio Barreto enfrenta atualmente dois dramas. Um, real e pessoal, pois há vários dias está internado em estado grave no Rio de Janeiro, em consequência de um acidente de carro; na telona, acabou de dirigir ”Lula, o filho do Brasil”, cujo lançamento nacional está previsto para o dia 1º de janeiro. Aguardadíssimo, o filme é um dramalhão. Conta a história do presidente Lula, filho de Aristides, um alcoólatra violento e cafajeste, que vem a conhecer o filho quando este já estava com três anos de idade. Coube à Lindu, a mãe, a barra de criar sozinha sete filhos. Quando reaparece, Aristides fica em casa apenas uma semana. Resolve ir embora para São Paulo e leva consigo um dos filhos. Este, cansado de maus tratos, escreve uma carta à mãe, fazendo-se passar pelo pai, e chama a família para morar em Santos. Lindu, a mãe, vende tudo e embarca para lá com os filhos. Chegando, descobre que Aristides vive com outra mulher. É um drama caro. Aliás, um dos mais caros do cinema nacional. Segundo a imprensa os custos giraram em torno de 16 ou 12 milhões de reais. Dizem que esse dinheiro não saiu de nossos bolsos. Ok, mas tem entre seus patrocinadores a má falada “Camargo Corrêa”, por exemplo. Tem também o patrocínio de um milhão de reais saído das mãos daquele sujeito que atende pelo nome de Eike Batista. Enfim, “Lula, o filho do Brasil” parece ter sido feito para arrancar lágrimas de muita gente. Vai bombar!
Post a Comment