Posts

Showing posts from June, 2015

Educação pública não pode seguir tolhida pela agenda do capital, dos governos e das igrejas

Image
http://www.correiocidadania.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=10854:manchete120615&catid=34:manchete

Educação pública não pode seguir tolhida pela agenda do capital, dos governos e das igrejas

ESCRITO POR GABRIEL BRITO E VALÉRIA NADER, DA REDAÇÃO SEXTA, 12 DE JUNHO DE 2015 Recomendar


Num ano tão marcado por derrotas das pautas progressistas, com fortíssimo avanço conservador em todas as frentes, uma notícia foi contra a maré: a eleição da Chapa 20, organizada pela esquerda anticapitalista, para a reitoria da UFRJ, que a partir de julho será exercida por Roberto Leher, professor da Faculdade de Educação.
“É importante assinalar que a vitória foi impulsionada por inédita mobilização estudantil, que imprimiu um ambiente crítico, luminoso e criativo ao processo eleitoral. O protagonismo docente, vibrante, e dos técnico-administrativos, igualmente luminoso e vibrante, substantivou o debate sobre autonomia, a produção do conhecimento novo, as relações de poder c…

Rio encena literatura de Augusto Boal

Image
http://outraspalavras.net/mundo/america-latina/rio-encena-literatura-de-augusto-boal/


Rio encena literatura de Augusto Boal POR WAGNER CORREA DE ARAÚJO – ON 13/06/2015CATEGORIAS: AMÉRICA LATINAARTE E LITERATURACRÓNICACULTURADESTAQUES 2320100 Adaptada ao palco, “Crônicas de Nuestra America” revela outra faceta do inventor do Teatro do Oprimido: a do criador literário, envolvido no esforço estético-político que marcou continente nos anos 1970 Por Wagner Correa de

A poesia da relação entre homem e fenômenos naturais

Image
http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/06/150611_galeria_finalistas_fotos_ambientais_fn?ocid=wsportuguese.content-promo.email.newsletters..newsletter


A poesia da relação entre homem e fenômenos naturais Concurso Atkins CIWEM premiou melhores fotos de meio ambiente no mundo.

A conjuntura e a greve nas IFES

Image
http://site.adital.com.br/site/noticia.php?lang=PT&cod=85307


A conjuntura e a greve nas IFES
Elaine Tavares Adital O espetáculo do crescimento que marcou muito o governo de Lula e o primeiro mandato da presidente Dilma acabou. O Brasil agora está num processo de estagnação e queda de produção. A inflação cresce, os alimentos ficam mais caros, o crédito fica mais caro também, impedindo o consumo e fazendo com a indústria se retraia. Nossa cara subdesenvolvida volta a aparecer por baixo da maquiagem, deixando claro que somos a periferia do sistema e que esse hiato de super-crescimento foi um episódio conjuntural.
Reprodução.
Nesse processo de parada do crescimento, a questão da dívida pública, que estava escondida, reaparece e cobra políticas de ajuste. O governo brasileiro optou por bancar religiosamente o pagamento dos juros da dívida, que são estratosféricos, em vez de seguir investindo nos setores estratégicos para a vida nacional. Assim, a presidente chama um filho dileto do sis…

Escassez hídrica e empobrecimento: fruto da expansão da indústria florestal

Image
http://site.adital.com.br/site/noticia.php?lang=PT&cod=85312


Meio ambiente 08.06.2015 [ Chile ] Escassez hídrica e empobrecimento: fruto da expansão da indústria florestal
Marcela Belchior Adital Dentre as principais causas da baixa disponibilidade de água para consumo humano nas áreas rurais do Chile está a expansão na indústria florestal. Além de contribuir, diretamente, para a escassez dos recursos hídricos em várias regiões chilenas e para o empobrecimento da população, as empresas e instituições públicas ligadas a esta atividade econômica ainda fraudam informações oficiais, na tentativa de negarem sua vinculação aos danos sociais e ambientais.

Danos causados pela indústria florestal são ambientais e sociais. Foto: Reprodução.
O problema é discutido no informe "Água para quem? Escassez hídrica e plantações florestais na Província de Arauco”, produzido pela pesquisadora espanhola Marien González-Hidalgo. Ela trabalhou entre agosto e outubro de 2014 em colaboração com a cam…

Dez grafites para (tentar) entender o hoje

Image
http://outras-palavras.net/outrasmidias/?p=154812


Dez grafites para (tentar) entender o hoje – 6 DE JUNHO DE 2015 23Share 2.48kShare Share Desigualdade, amores frívolos, ostentação, relações mórbidas com a natureza, acumulação compulsiva: numa forma de arte cada vez mais popular e profunda, retratos do contemporâneo Por Fernando do Valle, no ZonaCurva Há séculos, o ser humano desenha em paredes, antes nas cavernas. Mas foi nos anos 70 que a galera do Hip Hop começou a gritar de insatisfação com seus desenhos nas paredes de Nova York e nasce o grafite como o conhecemos hoje. A origem da palavra grafite vem da palavra italiana grafito, que significa rabisco. Rabiscos produzidos por latas de spray que libertam como nenhuma outra forma de expressão o inconsciente coletivo das grandes cidades. Antes desprezados e perseguidos pela polícia, certos grafitei