Tuesday, 29 December 2009

JOÃO SEBASTIÃO


Esta semana visitei meu amigo João Sebastião da Costa, que eu não via há mais ou menos dois anos. Rever o artista plástico que trouxe para as artes os cajus e as onças, transformando-os em símbolos caros para a iconografia mato-grossense, é sempre um prazer, uma alegria. Dedicado e disciplinado, João trabalha incansavelmente horas e horas, diariamente. É um exercício quase ritualístico, religioso. Apesar de passar a maior parte do tempo em seu ateliê, no bairro Consil, João tem olhos aguçados, críticos, e acompanha tudo o que se passa na sua cidade, que tanto ama e respeita. Se indigna e vibra com os fatos. Nada escapa ao seu olhar e à sua análise. Vida longa ao João Sebastião!
Post a Comment