Wednesday, 19 September 2012

Vão-do-Buraco e a ecologia de Grande Sertão: Veredas

((o)) eco
http://www.oeco.com.br/capas/26450-vao-do-buraco-e-a-ecologia-de-grande-sertao-veredas?utm_source=newsletter_503&utm_medium=email&utm_campaign=as-novidades-de-hoje-em-oeco



Em 2006, Grande Sertão: Veredas, a extraordinária obra de Guimarães Rosa, comemorava 50 anos de publicação. Após uma releitura puramente ecológica do livro, Sérgio Abranches foi ao Parque Grande Sertão Veredas, cuja entrada fica em Chapada Gaúcha, Minas Gerais, levando sua cópia repleta de anotações. Releu várias passagens, confrontando-as com os locais em que estava. Encontrou várias pessoas do lugar carregando seu próprio volume, também anotados. Conversando com elas, ouviu citações do livro, falando do Urucuia, do Carinhanha, da fazenda Santa Cristina, onde Riobaldo encontrou Otacília, do Vão do Buraco, do jagunço Antônio Dó e tantas outras. São sempre poucas as páginas deGrande Sertão: Veredas em que não se encontra uma descrição detalhada, ora geológica, ora botânica, ora zoológica dos seus sertões. Na foto, o Vão-do-Buraco, um espetacular cânion daquelas paragens, um corredor ecológico entre o parque nacional Grande Sertão Veredas e o parque estadual da Serra das Araras. Foto: Sérgio Abranches



Clique para ampliar

Post a Comment