Tuesday, 9 October 2012

Manoel de Barros



"Tenho em mim um sentimento de aldeia e dos primórdios. 
Eu não caminho para o fim, eu caminho para as origens. 
Não sei se isso é um gosto literário ou uma coisa genética. 
Procurei sempre chegar ao criançamento das palavras. 
O conceito de Vanguarda Primitiva há de ser virtude 
da minha fascinação pelo primitivo. 
Essa fascinação me levou a conhecer melhor os índios. 
Gosto muito também de ler as narrativas dos antropólogos."

- Manoel de Barros 
em entrevista "caminhando para as origens", 
a Bosco Martins. 2007.
*

Post a Comment