Friday, 22 March 2013

GPEA realiza colóquio com grupo de japoneses em visita à UFMT



Publicado em Notícias | 21/03/2013

Foi realizado ontem (20), à tarde, no Instituto de Educação (IE) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus de Cuiabá, o Colóquio do Grupo Pesquisador em Educação Ambiental (GPEA), do qual participou o grupo de estudantes japoneses da Universidade Tokai. Eles estão, nesta semana, em visita à UFMT. O evento contou com a presença da reitora Maria Lúcia Cavalli Neder, que fez as honrarias oficiais ao grupo de graduandos da universidade japonesa, interessados no programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UFMT. No evento, foram feitas apresentações das atividades ligadas à educação ambiental, realizadas tanto aqui quanto no Japão. O professor Vitale Joanoni Neto, do Departamento de História do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS), apresentou aos visitantes um pouco da história de Mato Grosso.
Na ocasião, foram feitas exposições de fotos, tanto da experiência da visita do grupo ao Brasil, quanto de atividades realizadas na área de educação ambiental, desenvolvidas aqui e no Japão. Segundo o professor da Universidade Tokai, Daisuke Onuki, antes de chegar a Cuiabá o grupo passou cinco dias em São Paulo, onde visitou a favela de Monte Sul e uma escola na cidade de Campinas. Nesses locais, foram desenvolvidas pelo grupo atividades como a arte de tingimento natural, aprendida no Japão e, ali, eles aprenderam sobre o uso de flores brasileiras. Segundo o professor, que morou no Brasil durante dez anos, essa é uma experiência muito rica para os jovens, uma vez que proporciona a abertura de suas vidas para o mundo. Ele falou, ainda, sobre o povo do Brasil, que ao mesmo tempo em que possui uma cultura oposta à deles, a complementa com conhecimentos.
Os estudantes japoneses explicaram ainda o trabalho de Educação Ambiental que realizam junto a escolas brasileiras, que segundo eles, não são reconhecidas pelo governo japonês e por isso, encontram pouco incentivo e dificuldades para se mantenham. Assim, desenvolvem junto a elas um trabalho voluntário voltado para crianças brasileiras, baseado em atividades como passeios e acampamentos multiculturais e ensino de disciplinas como ciências, biologia e língua japonesa.
Segundo a reitora, nos últimos anos a UFMT tem como um de seus propósitos a ampliação do programa de intercâmbio de estudantes e “essa visita é uma ótima oportunidade para reforçar os laços entre os dois países”. Maria Lúcia mostrou-se feliz com a presença dos acadêmicos do Japão e se colocou à disposição para conversações. Esta é a primeira vez que eles visitam a UFMT, mas outros grupos japoneses já estiveram aqui antes. Desde 2008 a Universidade Tokai conta com o curso de Licenciatura em Educação Ambiental e mantém convênio de cooperação com a UFMT.
Um dos integrantes do grupo, Kazuki Kaneko,que vem o Brasil pela primeira vez, conta que se surpreendeu com a imensidão natural que viu no Brasil, especialmente em Chapada dos Guimarães. Conta que está adorando a visita a Cuiabá e à UFMT e espera voltar em breve. Destaca a preocupação e valorização que os brasileiros demonstram, não só com a natureza, mas uns com os outros, valor que levará como experiência para o seu país.

fonte: www.ufmt.br
Post a Comment