Thursday, 19 December 2013

aniversário 19 dezembro

DO MIA COUTO PARA MANOEL DE BARROS
 

Um abraço para Manoel

Dizem que entre nós
há oceanos e terras com peso de distância.
Talvez. Quem sabe de certezas não é o poeta.
O mundo que é nosso
é sempre tão pequeno e tão infindo
que só cabe em olhar de menino.

Contra essa distância
tu me deste uma sabedora desgeografia
e engravidando palavra africana
tornei-me tão vizinho
que ganhei intimidades
com a barriga do teu chão brasileiro.

E é sempre o mesmo chão,
a mesma poeira nos versos,
a mesma peneira separando os grãos,
a mesma infância nos devolvendo a palavra
a mesma palavra devolvendo a infância.

E assim,
sem lonjura,
na mesma água
riscaremos a palavra
que incendia a nuvem.

MIA COUTO
19-12-2013





DE MICHÈLE SATO PARA MICHELLE JABER


O moçambicano Mia Couto escreveu no aniversário de Manoel de Barros – palavras belas, poéticas intercontinentais e fraternidade cósmica.

Fiquei com vontade de aumentar esta ciranda, arriscando algumas palavras que falam de brisas, de encantos e das crianças que moram em nós. Mas hoje em especial, à uma criança-adulta que aniversaria!

No Pantanal de Mato Grosso, quero dar alguns Hibiscos para Michelle Jaber, vermelhas, amarelas, brancas ou lilases, sem fixar nesta ou naquela cor, mas trazer o colorido de alguém que pensa em todos e que amadurece em seu aniversário com inspiração.

Em chãos diferentes do aroma da Amazônia e também das flores do Cerrado, para além das águas do Pantanal, ousamos a poetar com palavras de inclusão e ecologia. Próximas ou distantes, incendiamos o sol com a terra adormecida, que faz levantar a brisa e acaricia as águas.

Que fique a homenagem:
Ao Manoel
Ao Mia
E à tão mais querida, Michellinha!

Mimi
19/12/13

 

Post a Comment