Tuesday, 7 May 2013

Projeto “Comunicação e cultura científica” começa em Barão de Melgaço

UFMT


Projeto “Comunicação e cultura científica” começa em Barão de Melgaço

Publicado em Notícias | 06/05/2013
Teve início nesse sábado (04), na Comunidade Cuiabá-Mirim, localizada a 30 km do município Barão de Melgaço, o projeto de extensão “Comunicação e cultura científica”, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O projeto foi aprovado pelo Programa de Extensão Universitária (Proext 2013) do Ministério da Educação (MEC) e teve início na Escola Municipal de Cuiabá-Mirim, que conta, atualmente, com 86 alunos.
O objetivo do projeto é capacitar jovens estudantes de três cidades pantaneiras – Barão, Santo Antônio de Leverger e Nossa Senhora do Livramento - a ingressar no mundo digital pela via da inteligência coletiva, pelo trabalho colaborativo, pelo reconhecimento de suas potencialidades e de seus saberes populares e escolares. Por meio do projeto, os estudantes vão lidar com os formatos vídeo, rádio e impresso, trabalhando conteúdos relacionados às suas comunidades.
Em Cuiabá-Mirim foram realizadas dinâmicas e oficinas junto aos estudantes dessa e de mais duas comunidades da região, Estirão e Porto Brandão. As atividades foram ministradas por estudantes do curso de Comunicação Social da UFMT e pelo coordenador do projeto, professor Benedito Dielcio Moreira. Foram mostradas também as produções já realizadas no mesmo projeto, por alunos do Distrito de Aguaçu, a 32 km de Cuiabá. A aluna do primeiro ano do ensino médio, Ana Lúcia, espera que o projeto traga mudanças e que essa seja uma forma para que melhorias sejam alcançadas para o futuro dos alunos.
Para o secretário de Educação do município, Silvio Pereira da Silva, o projeto só tem a contribuir para fortalecer a cultura do jovem pantaneiro e se trata de um grande estímulo aos estudos dos jovens. Para o prefeito de Barão de Melgaço, Antonio Ribeiro Torres, “a comunidade está recebendo tudo o que esperava para elevar o nível cultural dos jovens da região”. Ele diz que tem “a certeza de resultados positivos”, que o curso traz autoestima para os jovens e “vai contribuir para o que a juventude espera em termos de especialização na cultura e conhecimento, o que também contribuirá para dar visibilidade ao município e ajudá-lo a prosperar”.
O secretário Adjunto de Comunicação Social, Aroldo Souza, destaca que Barão de Melgaço, com a aproximação da Copa do Mundo e visita de outros povos, começa a tomar proporções diferentes no contexto do turismo. Desse modo, o curso tem muito a acrescentar ao município, uma vez que deixa-se de pensar somente na subsistência dos povos, mas investe-se em capacitação para a recepção dos visitantes.
O coordenador da escola, João Tiburcio Neto, espera que o curso sirva como incentivo ao estudo contínuo, a fim de que os alunos se formem e apliquem na região seu aprendizado. Desse modo, espera que a região se desenvolva cada vez mais.
Post a Comment